quinta-feira, 4 de abril de 2013

Mais um observatório astronômico fechado devido à poluição Luminosa - Zijinshan Observatory

O Zijinshan, também conhecido como Purple Montain Observatory (Nanjing, China) foi o primeiro observatório e instituição de pesquisa astronômica construídos na China durante o século XX. A sua construção teve início em 1928 e as operações foram iniciadas em 1934.

No final de março, foi anunciado o encerramento das operações noturnas do observatório. A principal causa é a poluição luminosa, sendo que alguns pesquisadores relatam que não é mais possível sequer ver a Via Láctea no sítio do observatório (Observatory inactive due to light pollution). Segundo a reportagem, outros observatórios chineses estão seriamente ameaçados. Durante os anos de operação, vários asteroides e cometas foram descobertos no Zijinshan Observatory, que também mantém equipamentos e linhas de pesquisa em radioastronomia.

Purple Mountain Observatory, localizado em Nanjing (China), cujas operações noturnas foram encerradas devido à poluição luminosa. Imagem de Julius Rabl via Wikipedia


É muito triste ver mais uma infraestrutura de pesquisa astronômica vencida pela iluminação artificial irracional. Veja aqui a página do observatório (em inglês) e a notícia completa sobre o fim das operações devido à poluição luminosa.

Isso não precisa acontecer: a poluição luminosa pode ser evitada e até revertida. Além disso, áreas em torno de locais especiais como reservas naturais e observatórios astronômicos devem ser protegidas por legislações ou regulamentações que orientem os moradores em seus arredores no sentido de não produzir poluição luminosa. 


"Os locais privilegiados para a observação astronômica constituem um bem escasso no planeta e sua conservação representa um esforço mínimo em comparação com os benefícios que surgem do conhecimento e do desenvolvimento científico e tecnológico. A proteção da qualidade dos céus nestes locais tão singulares deverá constituir uma prioridade nas políticas de preservação do meio ambiente e científicas de caráter regional, nacional e internacional. Medidas e disposições extremas devem ser feitas de modo a permitir a proteção destes locais dos efeitos nocivos da poluição luminosa, radio-elétrica e atmosférica."





0 comentários:

Postar um comentário

Página de notícias sobre Poluição Luminosa (PL), mantida pela astrofísica Tânia Dominici.

Pesquisar no blog

Pesquisar este blog

Translate

Translate


Arquivo do Blog
Marcadores

Marcadores

Alemanha (1) Aneel (1) animação (2) Ano Internacional da Luz (17) aplicativos (3) astrofotografia (11) astronomia (2) Banco do Brasil (1) Ben Canales (1) bioluminescência (1) Brasília (1) Brazópolis (2) Calgary (1) Canadá (2) câncer (1) Chile (1) China (1) Christina Seely (3) ciência cidadã (7) Cingapura (1) Cosmic Light (7) Dark Sky Meter (3) David Oliver Lennon (1) Declaração de La Palma (1) Deutsche Welle (1) diabetes (1) Doha (1) emissão de carbono (1) EUA (3) Evitando gerar Poluição Luminosa (3) f.lux (1) França (3) Futurando (1) gif animado (1) Globe at Night (9) Glowee (1) Hillarys (1) Hong Kong (1) Hora do Planeta (2) IAU (1) Ibram (1) ICOMOS (1) IDA (4) Ilhas Canárias (1) iluminação pública (7) impactos ambientais (9) impactos econômicos (6) impactos sociais (7) Itajubá (3) IYL2015 (15) José Cipolla Neto (1) LED (5) legislação (8) Londres (3) Los Angeles (1) Loss of the Night (3) Luz Cósmica (6) Mariana Figueiro (1) Mark Gee (1) MAST (1) Mauna Kea (1) melatonina (1) monitoramento (10) Mont-Mégantic (1) NASA (1) Natal (2) Nicholas Buer (1) Nova Iorque (2) novas tecnologias (1) obesidade (1) Olivia Huynh (1) OPD (13) orientações (5) Oriente Médio (1) pássaros (1) poluição luminosa (47) Pouso Alegre (1) Prêmio Nobel (1) projeto Tamar (1) Reino Unido (1) Rio de Janeiro (4) Rio+20 (1) Rothney Astrophysical Observatory (1) Santa Rita do Sapucaí (1) São Paulo (1) saúde humana (1) SciShow (1) semana de museus (1) simulação (2) SNCT2015 (2) SQM-L (2) Sriram Murali (1) tartarugas marinhas (1) Telluride (1) Thierry Cohen (4) UAI (2) UNESCO (1) vídeo (1) VIIRS (2) What you can do (1) WWF (1) Zijinsham Observatory (1)
Número de visitantes

Total de visualizações de página